quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

Penn por Eastwood

Uma vez mais detecto uma informação errada no PÚBLICO. Desta feita, alguém que se assina como "Autor do texto", na pg. 23 da edição de 04/01/08, identifica Sean Penn como realizador de Mystic River. Erro crasso, grosseiro e inadmíssivel por parte de quem escreve sobre cinema, num jornal como este. Se tivesse escrito Clint Eastwood teria acertado. Recomendo atenção e leitura, pois esquece muito a quem não sabe.

José Manuel Faustino

NOTA DO PROVEDOR: "Autor do texto" em vez do nome do autor do texto é uma falha de edição que não deveria ter existido. O Provedor comunicou à redacção a correcção do nome do realizador (erro verificado não no texto da notícia mas sim na legenda da foto - outra falha de edição), para eventual publicação na respectiva secção, o que porém não foi feito.

2 comentários:

Camarada Choco disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
antoniomaia disse...

O que dá o copy e paste? será?
Se o erro de "gratuito" ainda se pode admitir a letrinha a mais, no ERRO em "percebesse" é inadmissível e vergonhoso.

Oh senhor provedor, veja lá o que se pode fazer para que a nossa língua seja tratada como realmente merece.

A FRASE:
"Eu recomendaria ao senhor ministro da Saúde que olhasse para as populações, que olhasse para as pessoas e que percebece que em Portugal existe consagrado constitucionalmente um direito que é o direito a um Serviço Nacional de Saúde, geral e tendencialmente gratutito."
Pedro Nunes, bastonário da Ordem dos Médicos, "Correio da Manhã", 20 de Janeiro de 2008

Respeitosamente, considerando a língua de Jorge Amado e Fernando Pessoa...

antoniomaia